Home M DE MÚSICA Lince: “Sinto-me muito bem no silêncio”.

Lince: “Sinto-me muito bem no silêncio”.

0

Cada canção é uma pequena história, contada em nome próprio mas sob a forma de um alter-ego – assim é Drops, o EP que marca a apresentação ao mundo de Lince.

Tudo começou com bandas de amigos mas a vontade de escrever as suas próprias narrações nunca se afastou do olhar de Sofia Ribeiro, a menina que assumiu as teclas de projectos como We Trust ou There Must Be A Place. Se, aí, eram as composições de André Tentúgal que brilhavam, Sofia ia assinando as suas viagens próprias, partilhadas com o amigo e parceiro – por isso, não foi com estranheza que o anúncio oficial do nascimento de Lince acontecesse, precisamente, na página oficial de Facebook dos We Trust. Estava-se, então, em Outubro de 2016 e, rapidamente, esta nova persona era aplaudida em Portugal e no estrangeiro, em publicações tão incontornáveis quanto a francesa Les Inrockuptibles. Drops é uma viagem tão rara quanto o felino que Sofia escolheu para baptizar a sua música: com forte cariz electrónico, traz uma componente de contemplação que pisca o olho aos movimentos do corpo mas também a profundos silêncios. A viagem arranca com “Call Me Home” e, no final, há uma grande certeza: Sofia está em casa e a sua casa é Lince.

 

LEAVE YOUR COMMENT