Home Notícias Mariza e Gisela João no Santa Casa Alfama

Mariza e Gisela João no Santa Casa Alfama

Mariza e Gisela João no Santa Casa Alfama
0

Espectáculo “Celebrar Amália 100 Depois” reúne Jorge Fernando, Rui Veloso, Katia Guerreiro, Diogo Piçarra, Marco Rodrigues, Sara Correia e André Amaro

Adiado devido à pandemia do Covid-19, o Santa Casa Alfama de 2020 está, agora, agendado para os dias 2 e 3 de Outubro. Já estão, também, reconfirmadas as primeiras presenças: Mariza actua no Palco Santa Casa a 2 de Outubro, o mesmo espaço que, no dia seguinte recebe Gisela João. O Palco Santa Casa vai, também, receber o espectáculo exclusivo “Celebrar Amália 100 Anos Depois”, que reúne Jorge Fernando, Rui Veloso, Katia Guerreiro, Diogo Piçarra, Marco Rodrigues, Sara Correia e André Amaro.

O Palco Ermelinda Freitas, instalado no terraço do Terminal de Cruzeiros de Lisboa, já tem a sua programação completa para dois dias de “Fado ao Pôr do Sol”, com a passagem de Fábia Rebordão, Hélder Moutinho e André Dias, com o espectáculo “Amália na voz da guitarra”. Buba Espinho, Joana Almeida, Maura e Tiago Correia, por sua vez, unem esforço em “Fado em boas mãos”.

Instalado no Auditório Abreu Advogados, o Palco Amália terá o seu cartaz composto por Vânia Duarte, André Baptista, Catarina Rocha e Francisco Salvação Barreto. De volta está, também, o Fado À Janela: “imprescindível para alimentar a atmosfera única do que se vive em Alfama durante o festival, este momento volta a fazer com que as guitarras trinem e ressoem por todo o bairro, a partir do Largo de São Miguel, pelo talento dos músicos Jorge Silva, José Manuel Rodrigues e Gilberto Silva”, pode ler-se em comunicado de imprensa.

“Num ano que tantos desafios nos tem apresentado, é ainda mais importante juntar o público português em torno daquilo que mais consegue unir as suas gentes: a cultura e, neste caso, a nossa música, o nosso Fado. É assim que, nos próximos dias 2 e 3 de Outubro, as ruas de um dos seus bairros mais míticos e tradicionais de Lisboa, Alfama, voltam a receber aquele que é o grande festival de Fado do país”, pode ainda ler-se.

Atendendo aos contingentes estabelecidos actualmente, “a saúde pública é uma prioridade que, nestes tempos, exige cuidados acrescidos, e essa é uma garantia deixada pela organização do Festival. Esta edição do Santa Casa Alfama está a ser desenhada no cumprimento rigoroso das regras estabelecidas pela Direção-Geral da Saúde, nomeadamente com lugares sentados em todas as salas e cumprindo as regras de distanciamento físico que hoje se impõem, o uso obrigatório de máscara e a disponibilização de álcool gel nos vários pontos do Festival”.

O Santa Casa Alfama vai decorrer em vários locais distintos do bairro de Alfama, a saber: o Palco Santa Casa, junto ao Terminal de Cruzeiros de Lisboa, o Palco Ermelinda Freitas (no Rooftop do Terminal de Cruzeiros de Lisboa), a Esplanada do Restaurante do Museu do Fado, no Centro Cultural Dr. Magalhães Lima, o Palco Santa Maria Maior (Largo do Chafariz de Dentro), o Palco Amália (Auditório Abreu Advogados), o Palco Santa Casa Futuro (Sociedade Boa União), o habitual Fado à Janela, e o novo palco, instalado no Museu Militar de Lisboa.

Os bilhetes para o Santa Casa Alfama já estão à venda, com os preços a oscilarem, até dia 1 de Outubro, entre os 25 (diário) e os 35 euros (passe). Nas datas do festival, os preços fixam-se entre os 30 e os 40 euros, respectivamente.

LEAVE YOUR COMMENT