Home Notícias Cajarana é estreia a solo de André Henriques

Cajarana é estreia a solo de André Henriques

Cajarana é estreia a solo de André Henriques
0

Álbum com edição agendada para 13 de Março

Do desconforto nasce o título de um álbum feito num suspiro: podia ser esta a explicação para Cajarana, a estreia de André Henriques, dos Linda Martini, a solo.

O disco, que vai chegar aos escaparates no dia 13 de Março, foi feito “de impulso, composto num período de dois meses, juntando músicos em seis ensaios” e concluído “em menos de uma semana”. Já o seu título “remete para uma novela brasileira da década de 80: “Pai Herói”. “O personagem principal, interpretado por Tony Ramos, chamava-se “André Cajarana” e eu, como era o único André na minha escola, ganhei uma alcunha que detestava. É uma memória de desconforto e de construção de identidade, duas questões com as quais me debati quando decidi fazer um disco a solo”, avança o músico”, em comunicado de imprensa. “Anos mais tarde, conheceu Ricardo Dias Gomes, músico brasileiro, que viria a co-produzir o álbum de estreia com André Henriques. “Durante um mês, encontrámo-nos algumas vezes para registar as canções que me iam surgindo e pensar os arranjos. Num desses encontros disse-lhe que queria chamar “Cajarana” ao disco e contei-lhe a história da novela e do desconforto que me causava a alcunha em miúdo”. A curiosidade é que o músico brasileiro respondeu que não se lembrava da novela mas, ao pesquisar na internet, deparou-se com a curiosidade máxima: “Caramba, foi a minha avó que escreveu essa novela”. Ficámos os dois perplexos. Nascemos os dois no mesmo ano, em dois lados opostos do Atlântico, decidimos trabalhar juntos sem nos conhecermos e, no final de tudo, tínhamos entre nós esta desconcertante coincidência””, pode ainda ler-se.

Cajarana já tem datas de apresentação ao vivo, que podem ser consultadas aqui.

A primeira amostra de Cajarana é “E De Repente”, que pode ser escutado aqui.

LEAVE YOUR COMMENT